Vestas e Casa dos Ventos ultrapassam marca de 1,5 GW em equipamentos para geração de energia renovável

Quarto contrato em dois anos prevê 360MW para projeto na Bahia

São Paulo, 21 de dezembro de 2020 – A Vestas, líder global em soluções sustentáveis, anuncia um acordo de 360 MW com a Casa dos Ventos, uma das pioneiras e maiores investidoras no desenvolvimento de projetos eólicos no país. No total, 80 turbinas com Modo de Potência Otimizado de 4.5 MW para a V150-4.2 MW serão instaladas no projeto Babilônia, localizado nos municípios de Morro do Chapéu e Várzea Nova, na Bahia.

Sendo o quarto contrato entre as companhias em apenas dois anos, o novo acordo faz com que ultrapassem a marca de 1,5 GW em pedidos. Dessa forma, a Casa dos Ventos reforça sua posição como maior cliente da Vestas na América Latina e uma das maiores investidoras no desenvolvimento de projetos eólicos no Brasil.

“A parceria com a Casa dos Ventos é marcada pela visão que compartilhamos de um futuro sustentável e este pedido é mais um passo que damos juntos rumo a esse objetivo. Com este negócio, a Vestas chega a 1.3 GW em pedidos para o Modo de Potência Otimizado de 4.5 MW para a V150-4.2 MW em menos de dois meses após seu anúncio. Isso mostra que o novo power mode é capaz de prover custo de energia competitivo e seguirá o mesmo caminho de sucesso no país que a V150-4.2 MW”, afirma Gustavo Fagundes de Andrade, Gerente de Vendas Sênior da Vestas no Brasil.
Grande parte da energia renovável gerada pelo parque eólico irá ser usada pela Casa dos Ventos no fornecimento de energia para clientes corporativos. Uma parcela dessa energia será destinada ao atendimento do mercado regulado por resultado do Leilão A-6, realizado em 2019. A Vestas também será responsável por serviços de operação e manutenção para os próximos 20 anos em regime full scope service com garantia de disponibilidade de energia (AOM5000).

“Os 1,5GW que atingimos com este quarto contrato reforçam a liderança da Casa dos Ventos no setor e reafirmam nosso compromisso com a transição energética no Brasil, mas também em uma escala global. Os parques que receberam ou vão receber esses equipamentos gerarão energia suficiente para incluí-los entre os maiores do mundo, além de desenvolvimento econômico para o país”, comenta Lucas Araripe, diretor de novos negócios da Casa dos Ventos.

A entrega das turbinas eólicas deve ocorrer a partir do segundo semestre de 2022, com comissionamento previsto para o segundo trimestre de 2023.

Parceria de sucesso

O primeiro contrato firmado entre as companhias foi em 2018. Na ocasião, a Vestas forneceu 36 aerogeradores para o complexo Eólico de Folha Larga, na Bahia, com 151 MW de capacidade instalada Em 2019, a parceria resultou em mais 120 turbinas e 504 MW para a Fase I do complexo Rio do Vento e, no terceiro contrato, anunciado em dezembro deste ano, foram mais 120 e 534 MW para a Fase II do projeto, previsto para entrar em operação comercial a partir de 2023.

No caminho de uma eletrificação sustentável

A transição energética é um dos principais focos da Casa dos Ventos, que oferece soluções para empresas que buscam reduzir sua pegada de carbono. Esse movimento é uma grande tendência, não só mundial, como no brasil: uma pesquisa da consultoria Statkraft mostra que, até 2030, é esperado que 20% da eletrificação brasileira seja proveniente de fontes eólica e solar, que poderá chegar a 35% até 2050.

“A energia eólica traz em si um grande potencial de transformação, tanto do ponto de vista da sustentabilidade quanto do desenvolvimento social, promovendo a inclusão e o desenvolvimento de regiões menos favorecidas. A Casa dos Ventos atua ajudando clientes a atingirem suas metas de sustentabilidade e potencializando o impacto positivo da produção energética limpa e sustentável”, finaliza Lucas Araripe.

Nossas redes sociais

www.linkedin.com/company/casa-dos-ventos-energias-renov-veis
www.facebook.com/casadosventosenergiasrenovaveis
www.twitter.com/acasadosventos
www.instagram.com/casadosventos/