Práticas sociais que entregam resultados

Os melhores ventos e os mais altos índices de insolação do Brasil estão em regiões historicamente castigadas pela seca. Por isso, além de levar investimento e oportunidades para os lugares onde desenvolve seus parques, a Casa dos Ventos assumiu o compromisso de facilitar o acesso à água potável para os moradores dessas comunidades. E está fazendo isso com a ajuda do sol!

Uma parceria com a startup Safe Drinking Water For All (SDW) está garantindo água potável para 50 famílias nas comunidades rurais de Belas, Pouso Alegre e Baixa do Umbuzeiro, no município de Campo Formoso (BA), no entorno Complexo Eólico Folha Larga Sul. A iniciativa viabilizou a instalação do Aqualuz, um equipamento que trata a água utilizando energia solar, nas cisternas e reservatórios utilizados pelos moradores.

A criadora da SDW, a baiana Anna Luísa Beserra, é a primeira brasileira a vencer o prêmio da Organização das Nações Unidas (ONU) voltado a jovens com projetos para o meio ambiente, o Young Champions of the Earth, em 2019. Ela desenvolveu uma tecnologia que dispensa substâncias químicas, filtros sofisticados ou intervenções no reservatório de água. Sua manutenção é simples e barata e a durabilidade média do equipamento é de 20 anos.

O projeto está em linha com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 6, da Agenda 2030 da ONU, que busca garantir disponibilidade e manejo sustentável da água e saneamento para todos. E a relação de cooperação entre a Casa dos Ventos, a SDW e a comunidade também se desdobra em outras ações de acesso a saneamento, como a instalação do Sanuseco em escolas.

Em Campo Formoso, duas escolas receberam unidades desse equipamento sanitário sustentável. O Sanuseco, desenvolvido pela SDW, trata os resíduos e transforma-os em fertilizante natural, minimizando o impacto ao meio ambiente, e reduz em cerca de 25% o consumo de água.

O acesso à água e ao saneamento têm grande impacto na vida das pessoas e o projeto desenvolvido pela Casa dos Ventos busca potencializar os benefícios com a capacitação de pessoas e o monitoramento de indicadores sociais. Estima-se que o Retorno Social do Investimento (SROI) seja próximo a R$ 3 bilhões para a região, somadas as ações.

Por meio de projetos como este, a Casa dos Ventos reafirma seu compromisso com as comunidades onde está presente, contribuindo para o desenvolvimento sustentável em regiões semiáridas.

Neste vídeo, mostramos como o foco em sustentabilidade de nossos projetos vai além da geração de energia limpa para empresas que estão contribuindo conosco para a construção de uma economia verde no país:

Nossos projetos de geração de energia renovável representam mais do que uma alternativa ambientalmente sustentável: entenda como o aspecto social também está no centro da nossa visão de negócios.