35598895450 c29fe12a33 z 7

A Casa dos Ventos vendeu, por mais de R$ 1,8 bilhão, uma usina eólica na Serra do Araripe, entre os Estados do Piauí e Pernambuco. O comprador é uma união entre a Votorantim Energia e um fundo de pensão canadense.

O valor da transação não será revelado, mas é maior que a soma aportada pela empresa na usina, de R$ 1,8 bilhão, diz o sócio Lucas Araripe.

O dinheiro da venda servirá para que ela tenha capacidade de participar de novos leilões de contratação de energia -há dois agendados na próxima semana e um terceiro, em abril de 2018.

"Queremos continuar a ser protagonistas nos próximos leilões. [A transação] calhou bem para nos capitalizar e nos deixar competitivos."

A Casa dos Ventos, que atua mais como uma desenvolvedora de parques eólicos, tem pretensão de, no médio prazo, expandir sua capacidade e se tornar uma geradora de peso, diz Araripe.

A usina que eles repassam à Votorantim começou a ser construída depois que a Casa dos Ventos venceu três leilões para energias renováveis, entre 2013 e 2014.

A empresa ergueu em um só terreno, de cerca de 5.000 hectares, os moinhos para gerar o que havia sido contratado em separado.

A operação de fato começou em novembro do ano passado e a última turbina foi ativada em junho deste ano, segundo Araripe.

O parque possui 156 moinhos com capacidade instalada de 360 MW. O fator de produtividade é de 62%.

RAIO-X

5,5 GW
De energia instalada pertencem ao portfólio da empresa

400 mil casas
Podem ser abastecidas com a usina vendida

Fonte: Folha de São Paulo
Fonte: Valor Econômico