No Brasil, é comum o empresário ter de se virar para entregar o que prometeu, mesmo que a infraestrutura não permita. Foi o que aconteceu com a Casa dos Ventos, empresa que desenvolve e constrói parques eólicos no Nordeste. Diante da falta de linhas de transmissão para fazer a energia gerada chegar até as distribuidoras – um problema crítico do setor –, a companhia construiu suas próprias linhas de transmissão. “Hoje, temos conhecimento para isso”, diz Lucas Araripe, diretor de novos negócios da Casa dos Ventos. “E podemos entrar nessa área.”

Criada em 2007 pelo empresário Mario Araripe, o mesmo que vendeu a marca de jipes Troller para a Ford, em 2006, por R$ 700 milhões, a Casa dos Ventos tem um portfólio de respeito. Desde 2015, inaugurou cinco parques eólicos capazes de gerar 1,1 mil MW. “O investimento total em todos os projetos gira ao redor de R$ 6,5 bilhões”, diz Lucas Araripe. Dois complexos já foram vendidos por R$ 2 bilhões para a inglesa Cubico Sustainable Investments e novos podem ser comercializados. Detalhe: a empresa tem mapeadas e aprovadas áreas capazes de gerar mais 15 mil MW.

Fonte: IstoÉ Dinheiro