O investimento total no parque será de R$ 1,7 bilhão. O empreendimento será construído em Araripina, em Pernambuco, Simões e Curral Novo, no Piauí

Mais um parque eólico vai se implantar na Região do Araripe, no Sertão do Estado. A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou um financiamento de R$ 1,043 bilhão para o grupo de origem cearense Casa dos Ventos. Os recursos serão usados na implantação do Complexo Eólico Ventos do Araripe 3, nos municípios de Araripina (em Pernambuco), Simões e Curral Novo, ambos no Piauí. O investimento total no parque será de R$ 1,7 bilhão, segundo informações do BNDES.

O complexo eólico será composto por 14 parques nos quais serão instalados 156 aerogeradores somando uma capacidade instalada de geração de 357,9 megawatts (MW). Essa energia é suficiente para abastecer 1,14 milhão de residências, considerando o consumo médio do Nordeste.

Os aerogeradores serão produzidos pela GE. A previsão é que o empreendimento comece a produzir energia ainda em 2017. Durante a construção, serão gerados 2,4 mil empregos diretos e indiretos.

O apoio do BNDES inclui a implantação de um sistema de transmissão associado e contempla subcrédito social, no valor de R$ 5,19 milhões. Esses recursos serão usados em investimentos no entorno do projeto.

Criado em 2007, o Grupo Casa dos Ventos pertence ao empresário cearense Mário Araripe, ex-dono da empresa Troller, vendida a uma multinacional americana. A Casa dos Ventos já construiu pelo menos dez grandes parques no Nordeste. Em Pernambuco, implantou o Ventos de Santa Brígida e Ventos de São Clemente, ambos em Caetés e municípios vizinhos. Caetés fica no Agreste do Estado.

Leia mais no link da matéria: JC Online - 24/12/2016